quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Localização de Atlântida



Depois que sacerdotes egípcios passaram a informação à Critias, este passou para seu neto Sólon que por sua vez passou para Platão. Segundo ele Atlãntida fora destruída antes das civilizações emergirem. Sua localização ficava ao Oeste das Colunas de Hércules que conhecemos como estreito de Gibraltar. Ele então começou a fazer seu trabalho de divulgação na escola de Atenas.
Atlântida sendo uma civilização tropical, poderia estar entre os trópicos. Segundo Platão. a Atlândia estava localizada no centro do oceano Atlântico( ou o que restou de suas ilhas, pois na época do segundo dilúvio, Atlântida já estava arrassada). Então estaria sem dúvidas num lugar ideal.


A pirâmide do Egito divide o mundo em 2 partes iguais. Ela dividia o primeiro paralelo e o primeiro meridiano do mundo que cortou o mundo em 4 quadrantes.

No paralelo 30º localizavam- se as cidades mais importantes do mundo antigo. Cairo, Posseidon, capital de Atlântida, Àgapa(vale da India), Lhassa no Tibet, Persépolis na Pérsia, Heliópolis , Teotihuacan e a Mesopotâmia.

A pirâmide de Quéops está localizada exatamente à 30º Norte  e 30º leste, latitude e longitude precisamente calculados. Os epípcios sabiam matemática com muita precisão e elaboraram esse mapa através da  pirâmide principal que herdaram dos antigos Atlântes e com ajuda dos seres muito evoluídos contruiram-na. A localização da capital de Atlândita ficaria então a 33º N e 33ºO. 30º para cada lado dando um ângulo de abertura de 60º lembra a vocês alguma coisa?

Isso mesmo o compasso maçom tem uma envergadura de 60º, será que eles guardaram este segredo?

Se andarmos mais a 30º à oeste das pirâmides temos Greenwich, e mais a esquerda temos Atlântida, formando assim um ângulo de 60º. Tomando agora 30º à leste da pirâmide temos Mesopotâmia, e mais à direita temos a cidade portal Lhassa, no Tibet, que segundo os hindus, era uma das entradas para Agartha ou Asguarta para os Nórdicos. Agartha segundo Madame Blavatsky, foi uma colônia Atlânte de sobreviventes do cataclisma e situa-se num Vórtice tempo espacial nas entranhas do planeta Terra. 

A cidade Sagrada de Lhassa no Tibet, um dos portais para Agartha.
À 30º de Atlântida temos Yucatan, a pirâmide escalonada e o Templo de Pelenque onde vemos o famoso DEUS TRAJADO COM ROUPAS DE ASTRONAUTA, segundo Erich von Daniken, um indícío de que os mais foram visitados pelos mesmos deuses antigos dos Atlantes.

Agora veja a história da formação do Continente segundo Platão:

Em Atlântida, nas montanhas ao centro da ilha, vivia uma jovem órfã de nome Clito. Conta a lenda que Poseidon ter-se-ia apaixonado por ela e, de maneira a poder coabitar com o objeto da sua paixão, teria erguido uma barreira constituída por uma série de muralhas de água e fossos aquíferos em volta da morada da sua amada. Desta maneira viveram por muitos anos e desta relação nasceram cinco pares de gêmeos. Ao mais velho o deus dos mares batizou de Atlas. Após dividir a ilha em dez áreas circulares, o deus dos mares concedeu supremacia a Atlas, dedicando-lhe a montanha de onde Atlas espalhava o seu poder sobre o resto da ilha.



Atlântida submersa, em ilustração da obra Vinte Mil Léguas Submarinas.
Em cada um dos distritos (anéis terrestres ou cinturões), reinavam as monarquias de cada um dos descendentes dos filhos de Clito e Poseidon. Reuniam-se uma vez por ano no centro da ilha, onde o palácio central e o templo a Poseidon, com os seus muros cobertos de ouro, brilhavam ao sol. A reunião marcava o início de um festival cerimonioso em que cada um dos monarcas dispunha-se à caça de um touro. Uma vez o touro caçado, beberiam do seu sangue e comeriam da sua carne, enquanto sinceras críticas e cumprimentos eram trocados à luz do luar.
Atlântida seria uma ilha de extrema riqueza vegetal e mineral. Não só era a ilha magnificamente prolífica em depósitos de ouro, prata, cobre, ferro, etc., como ainda de oricalco, um metal que brilhava como fogo.
Os reis de Atlântida construíram inúmeras pontes, canais e passagens fortificadas entre os seus cinturões de terra, cada um protegido com muros revestidos de bronze no exterior e estanho pelo interior. Entre estes brilhavam edifícios construídos de pedras brancas, pretas e vermelhas.
Tanto a riqueza e a prosperidade do comércio, como a inexpugnável defesa das suas muralhas, se tornariam imagens de marca da ilha.

Uma das mais polêmicas teorias sobre a Atlântida foi proposta recentemente pelo pesquisador Prof. Ezra Floid.
Segundo ele, Partindo do desenho de Platão, a ilha tinha uma forma circular, o que leva a parecer uma nave espacial, isso mesmo NAVE ESPACIAL.  A ilha nada mais nada menos era uma NAVE MÃE, que pousou no oceano Atlântico. A "Ilha Voadora" citada no livro As Viagens de Gulliver,relacionada à Jerusalém Celeste da Bíblia,o Purama Hindu, que desce dos céus.o Disco Solar dos AstecasMaiasIncas e Egípcios. Esta nave mãe se conduzia à vários pontos do planeta, isso explica o fato de que muitas civilizações herdaram os mesmos conhecimentos dos Atlântes.Quando esta nave subiu com força total para o espaço, ela provocou assim uma grande onda de choque que provocou Tsunamis. Os sobreviventes deste tsunami, após a tragédia, teriam julgado que Atlântida havia afundado. No entanto, os atlantes apenas teriam voltado para seu sistema natal.





Um comentário:

  1. nossa ........
    Serio d+
    amei mesmo me deixou intrigada
    e ao mesmo tempo me tirol duvidas
    muito bom parabens

    ResponderExcluir

Não serão permitidos comentários de baixo calão ou palavras levianas que possam incomodar e atrapalhar um trabalho sério como a Ufologia e a Astronomia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...