segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A conexão Atlante 


A Ufologia está diretamente ligada a histórias de civilizações antigas que foram visitadas por seres altamente evoluídos. A história de Atlântida se perdeu nos livros antigos e foi reeguida nesse documentário



Atlântida, ciclo cósmico, energia taquiônica, pirâmides, radiestesia. Através deste incrível documentário da TV Infinito, poderemos  conhecer estes e outros assuntos relacionados e também se conectar com a energia deste povo que foi tão ou mais evoluído que a nossa sociedade atual.


A história antiga da humanidade em grande parte constitui um enigma, devido à ignorância das pessoas que a escreveram e dataram certos eventos. Podemos perceber isto tendo em vista, por exemplo, o que dizem a respeito da esfinge, pois atualmente estudos provam que ela data de 12.000 a.C. a 10.500 a.C., enquanto que a história que divulgam datam-na de apenas 4.000 a.C.



Uma outra indagação que deve ser feita diz respeito à distribuição de pirâmides no mundo. Elas são encontradas não somente no Egito, mas também na China e na América Central, mostrando a interligação dessas culturas no passado. O que interliga todas essas civilizações antigas?



A única resposta que melhor responde a essas perguntas e outras a respeito do mundo antigo, é a existência da Atlântida. A primeira fonte de informação que chegou ao mundo moderno é sem dúvida os escritos de Platão. Foi ele quem primeiro falou da existência de uma ilha então submersa, à qual foi dado o nome de Atlântida. Platão tomou conhecimento da Atlântida através de Sólon, que, por sua vez lhe foi referido por pelos sacerdotes egípcios, num dos templos da cidade egípcia de Saís.



Na verdade a Atlântida data de pelo menos 100.000 a.C., então constituindo não uma ilha e sim um imenso continente que se estendia desde a Groelândia até o Norte do Brasil.



Naquele continente Atlante havia muitos terremotos e vulcões e foi isto a causa de duas das três destruições que acabaram por submergi-lo. A terceira destruição não foi determinada por causas naturais.


Na primeira, em torno de 50.000a.C., várias ilhas que ficavam junto do continente atlante afundaram, como também a parte norte do mesmo, que ficava próximo a Groelândia, em decorrência da ação dos vulcões e terremotos.

A segunda destruição, motivada pela mudança do eixo da Terra, ocorreu em torno de 28.000 a.C., quando grande parte do continente afundou, restando algumas ilhas, das quais uma que conectava o continente Atlante à América do Norte.

E a terceira, foi exatamente onde floresceu a civilização citada por Platão e que por fim foi extinta em uma só noite, afundando-se no mar e restando apenas as partes mais elevadas que hoje correspondem aos Açores, conforme descrito por Platão. Eu particularmente recomendo dar uma olhada e se possivel baixar os videos, pois a sabedoria contida nesse documentário se fosse assimilada por todos, teriamos um novo conceito e possivelmente um novo rumo para os estudos da humanidade e respondendo perguntas como: de onde viemos e pra onde vamos 

0 Comentários:

Postar um comentário

Não serão permitidos comentários de baixo calão ou palavras levianas que possam incomodar e atrapalhar um trabalho sério como a Ufologia e a Astronomia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...