domingo, 18 de julho de 2010

NOSSA TERRA É OCA!! - Saiba mais sobre o Reino Perdido de Agartha




AGARTHA

Aguarta, agharta , Agarthi, Agharti, ou Agartha, é uma suposta cidade desaparecida na Índia em um passado remoto ou um suposto reino secreto, concebido como subterrâneo e ainda hoje instalado em uma rede de túneis e cavernas sob o himalaia, ou ainda todo um mundo subterrâneo isolado no interior da Terra, que seria oca. Como eu falei antes, os ultimos sobreviventes de Atlantida, conseguiram guardar a ultima tecnologia e guardou no centro da terra, onde construiram um reino chamado Agartha e tuneis que ligavam as maiores civilizações do mundo , Maias, Incas , Egipcios, Gregos e Hindus. e até mesmo aqui no Brasil na Serra do Roncador( mais abaixo falaerei sobre isso) o nome Agartha vem da nossa já conhecida ligação dos fatos. A rama de informações que chega até aqui nos remete a muitas coisas que devem ser entendidas e interligadas, o nome vêm do escritor Francês LOUIS JACOLLIOT ( que escrevia Asgartha, que vem de Asgard( a morada dos deuses nórdicos). Ligando os pontos, temos mais uma vez a mitologia proveniente dos deuses astronautas que trouxeram a tecnologia para nosso planeta.
representação artistica do centro do planeta oco , com o sol central ( em corte)



A Terra possui um "Sol" interno, três pontos onde a gravidade é zero e duas enormes aberturas nos pólos que interligam a superfície interna e externa.

A explicação para esses fenômenos é relativamente simples de se entender: o movimento de rotação do planeta arremessa a sua  massa para longe do centro, da mesma forma que o giro de uma máquina de lavar arremessa as roupas para os lados deixando o seu centro oco.

Uma comparação melhor é a de um motociclista em um "globo da morte": a rotação impede que ele caia mesmo quando está de cabeça para baixo. A única diferença é que no globo da morte o motociclista é quem está girando e não o globo.

Quando a Terra estava sendo formada, e os seus componentes estavam em estado líquido, os materiais mais pesados foram se concentrando no centro, enquanto que a rotação manteve os materiais mais leves distantes do mesmo. A medida em que o planeta foi se solidificando, criou-se um perfeito equilíbrio entre o movimento de rotação e a gravidade.
alguns cientistas, dizem que a terra tem 1 ou 3 pontos onde a gravidade é zero, um deles se localiza no ponto central da terra. mas  o fato é que...na verdade nao existe nenhum ponto de gravidade zero, Não importa onde você esteja, sempre estará sofrendo o efeito da distorção espaço-temporal provocada pela massa do planeta, distorção esta que erradamente chamamos de força. Há sim um equilíbrio entre o movimento de rotação e a "atração" gravitacional nos pontos a 640 e a 2.000 Km de profundidade. E no caso do ponto central onde a rotação é zero, apenas o equilíbrio gravitacional. Essa distorção comentada por ALBERT EINSTEIN, chamamos de distorção do espaço tempo. 


  AS ABERTURAS  NOS PÓLOS MAGNÉTICOS DA TERRA
  Quando colocamos uma bússola apontando para o norte Geográfico na verdade estamos apontando para o Sul Magnético do planeta. Um explorador Por exemplo , está na latitude de 70º e aponta a bussola para ver onde se localiza.  eles pensam que estão no polo magnético, mas na verdade a bússola está sob ação da força elemtromagnética da terra, e aponta erroneamente para o lado oposto do pólo. Um fato interessante é que, nos polos, existe uma força gravitacional muito maior que em qualquer ponto, que atrai todo objeto para baixo e para o lado, expandindo até mesmo o terreno do local, formando aberturas de 2000 km



 Esta figura mostra a enorme abertura localizada no pólo Norte.


É através dessas aberturas, onde se localizam os portais dimensionais provocados pelos Vórtices temporais e a energia gravitancional e Eletromagnética da terra. Esse portais talvez levem as naves à o reino central da terra chamado Aguarta.


Agora que vimos como é possivel que uma nave possa ultrapassar o portal Transdimensinal, atraves de fendas nos vórtices tempo-espaço, mostrarei as várias concepções e idéias à respeito de Agartha:

Lois Jacolliot Adotava a teoria da Teoria onde agartha ou "Asgartha" lembra a cidade do sol de Tomamasso Campanella. Era a sede do "Brahmatma", sumo-sacerdote dos Brâmanes e manisfetação de Deus na Terra.Segundo jacolliot a sua Agartha era provida de indianos onde O povo ARIANO tentou tomar a cidade. O povo de Agartha tentou fazer aliança com os vitoriosos Arianos. Asguarta foi destruída pelos irmãos Loda e Skandah, que invadiram o Hindustão a partir do Himalaia.
Expulsos pelos brâmanes, eles retornaram para o lugar de onde vieram, continuaram rumo ao norte e foram imortalizados com os nomes "Odin" e "Scandinavia." Os nórdicos, diz Jacolliot, conservaram tão bem a memória de sua fuga da Índia e de sua pilhagem de Asgartha que, quando se praparavam para marchar sobre Roma, eles cantavam: "Vamos saquear Asgard, a Cidade do Sol". Foi daí que surgiu a mitologia nórdica.
 Estátua do todo poderoso ODIN, supremo deus da mitologia nórdica


-->
Agarttha preservaria a linguagem original da humanidade e seu alfabeto de 22 letras, que chamou de Vattan, ou vataniano, originalmente usado em Atlântida (que teria afundado em 12.000 a.C. e também seria responsável pela construção da Esfinge de Gizé). O governante de Agarttha seria um "Soberano Pontífice" de raça etíope, chamado de "Brahmatina", assistido por dois colegas, o "Mahatma" e o "Mahanga". Possuía há muito tempo os benefícios de uma tecnologia muito mais avançada que a de seu tempo: ilumiação a gás, estradas de ferro, transporte aéreo etc. Ou seja, tecnologia vinda de outro lugar que não fosse a terra, de seres altamente evoluídos.
Ossendowski
(Agharti e a rede de túneis que a comunica com o mundo, segundo a concepção de D'Alveydre e Ossendowski (ilustração de Greg Jenner)

-->
Em 1917, o polonês Ferdynand Ossendowski, professor de ciências, escritor (inclusive de ficção científica) e aventureiro, que então dava aulas na universidade de Omsk, na Sibéria, juntou-se como oficial de inteligência às forças anticomunistas lideradas pelo almirante Aleksandr Kolchak, que lutavam contra a revolução bolchevique. Com a derrota de Kolchak, Ossendowski fugiu para a Mongólia, em busca de uma rota para a Índia.
Quando ali chegou, um certo barão Roman Ungern von Sternberg, oficial do exército anticomunista russo ferozmente anticomunista e anti-semita transformado em caudilho independente, havia invadido a Mongólia (até então pertencente à China) e se proclamado ditador com apoio dos japoneses, dizendo-se reencarnação de Genghis Khan. Ossendowski se pôs a seu serviço como assessor e oficial de inteligência. 
  Em  muitas passagens pela mongólia, ele, assim como outros extrangeiros ouviu a lenda de varios nativos, pessoas que devem respeito e que não perderiam seu tempo em mentir tais fatos. um deles dizia  o seguinte: -->
Segundo Ossendowski, velhos nas margens do rio Amyl lhe contaram uma história segundo a qual uma tribo mongol, ao fugir das exigências de Genghis Khan, refugiou-se em um país subterrâneo. Outro mongol lhe mostrou, perto do lago Nogan Kul, um "portal fumegante" que servia de entrada ao "reino de Agharti". Um caçador teria entrado ali e voltara com relatos sobre o mundo subterrâneo, mas os lamas cortaram-lhe a língua a fim de impedi-lo de falar sobre tais mistérios. Muitos anos depois, já velho, o caçador voltou à entrada da caverna e desapareceu. 
o seu livro foi muito vendido e difundido no mundo.
No final do livro, Ossendowski parece relacionar as profecias sobre a vinda do Rei do Mundo ao Armageddon bíblico e à ansidade ocidental do início do século XX com o "perigo amarelo", a invasão do Ocidente por imensas hordas de chineses e outros asiáticos. Segundo ele, um lama lhe disse que havia sido profetizado, em 1890, que nos próximos 50 anos haveria guerras terríveis, com a devastação do mundo. Após esse período, três grandes reinos seriam estabelecidos no mundo, que viveriam em felicidade por 71 anos. Depois disso, haveria mais 18 anos de guerra e destruição e então os povos de Agharti sairiam à superfície. Ossendowski pergunta, nas últimas linhas: "E se povos inteiros de diferentes cores, fés e tribos começassem sua migração para o Ocidente? (...) uma nova grande migração de povos, a última marcha dos mongóis. O Karma pode ter aberto uma nova página da história! E se o Rei do Mundo estiver com eles? Mas este maior Mistério dos Mistérios mantém seu próprio silêncio profundo." 
fato:" os Escritores Teosóficos como Helena Blavatsky, Nikolai  Roerich, e outras pessoa que descrevem Agartha, afirmam categoricamente que suas obras não são de sua altoria, eles são simplesmente marionetes de entidades divinas, que moram em uma dimensão paralela onde de lá entram em contato astral com o escritor para que descreva Agartha para o mundo. Outros personagens como Constantino, Genghis khan e Prestes João receberam mensagens vindas da cidade perdida capital de Agartha, Shambalha. Essa cidade tem conexões com a lenda do SANTO GRAAL e  de Thule. Dái entra os famosos CAVALEIROS TEMPLÁRIOS. 
                                Agartha como interior da Terra Oca, segundo Raymond Bernard
 A Descrição de Bernard é uma das mais intrigantes pois conta por sucessão de Fatos e junçao de peças no nosso quebra-cabeças:
Segundo a descrição de Bernard, a Terra é oca, com paredes de cerca de 1.300 km de espessura e nos pólos existem aberturas de cerca de 2.250 km com bordas que curvam suavemente para dentro, de forma que um viajante por terra, mar ou ar entraria dentro da abertura sem perceber que estaria entrando no interior da Terra. Os pilotos que pensam que estão cruzando o pólo norte geográfico, na realidade seguiriam a "borda magnética" da entrada. 
Os evangelios apócrifos dizem que Jesus de Nazaré viveu a sua adolescencia na India, onde lá conheceu Krishna. Este fato ainda nao aceito pela igreja catolica leva a indagação que Jesus entrou em contato com os habitantes do Himalaia, onde lá conheceu os portais para Shambalha e Agartha. 
A civilização de Agharta teria sido construída por atlantes, antes da catástrofe que destruiu Atlântida. Partindo de sua montanha sagrada piramidal, o monte Meru ou Olimpo (cuja forma seria recordada nas pirâmides), seus governantes divinos teriam conduzido seus veículos voadores (citados na versão teosófica de Atlântida), que Bernard identificava com os OVNIs, através das aberturas polares "para se novo lar no Walhalla, os palácios de ouro de Shamballa, a capital de Agharta". Essa migração pela "Ponte do Arco-Íris" da Aurora Boreal teria sido recordada nos mitos nórdicos como "O Crepúsculo dos Deuses". 

Portanto, todos os nossos fatos se encaixam e se combinam, todas as mitologias, a Grega, a Egípcia e a Nórdica, na verdade falavam dos mesmos deuses, por pontos de vista diferentes. 
NOÉ E O DILÚVIO

Muita gente nao gosta de contestar e duvidar no que acontece na bíblia, mas eu uso ela com prova das minhas pesquisas, independente de qualquer religião. um fato curioso que não poderei deixar de notar é o de NOÉ. A bíblia diz que Noé foi a montanha e ouviu as palavras de Deus, "E viu o SENHOR que a maldade do homem se multiplicara sobre a terra e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era só má continuamente." (Gênesis 6:5) e decidiu eliminar a população provocando uma grande inundação. Porém, resolveu poupar a vida de Noé e de sua família, o qual era um homem justo e achou graça aos olhos do senhor (Gênesis 6:8).
 Ora, uma guerra nuclear, teria derretido as calotas polares, conquentemente destruído Atlantida, mas Noé recebeu ordens para que fosse Construído uma Arca, pois a água iria inundar toda a terra em varios dias, noé depois teria se refugiado no Brasil e teria construído cidades subterâneas para se proteger da radiação que emanava na terra por conta da guerra nuclear. Mas segundo a Biblia a arca ficou posta no monte ARARAT na Turquia. Essa hipótese talvez nao seja muito aceita. Mas o fato é que, cientistas dizem ter aqui no Brasil, entradas para o mundo subterrâneo do mundo. 
 A crença em civilizações subterrâneas continua a ser popular no Brasil, onde vários outros lugares dos planaltos, além dos indicados por Souza, Huguenin e Bernard, como vieram a ser indicados como possíveis entradas para o mundo subterrâneo e conexões com outros lugares "misteriosos" do mundo. Sete cidades da Serra da Mantiqueira no sul de Minas Gerais, próximas a São Lourenço - Pouso Alto, Itanhandu, Carmo de Minas, Maria da Fé, São Tomé das Letras, Conceição do Rio Verde e Aiuruoca - fariam parte do sistema, cada uma delas ligada a lugares místicos distantes - respectivamente Macchu Picchu (Peru), El Moro (lugar do Novo México, EUA, onde há ruínas de um antigo povoado Zuñi), Chichen Itzá (Yucatán, México), Sydney (Austrália), Sintra (Portugal), Cairo (Egito) e Srinagar (Cachemira, Índia).

A SERRA DO RONCADOR
 A serra do Roncador, localizada no portal do araguaiana (MT), atrai expedições do mundo inteiro. Acredita-se que nela possa estar entradas e portais para o mundo de Agartha, Shamballa, o Portal de Aquarius, o berço da civilização Inca, O chákra do planeta, (talvez emanação de energia akashika) dentre outras. A cidade tambem é famosa pelos Ufólogos e Físicos do mundo inteiro. Segundo os místicos,que  fundaram o "Monastério Teúrgico do Roncador", e eles acreditam que lá exista um portal, e que quando há alinhamento de astros, o portal está aberto, permitindo à entrada. Nesse “mundo” as pessoas são muito desenvolvidas, tanto espiritualmente, quanto tecnologicamente e que sobrevivem porque existe um sol interior que ilumina o centro da Terra




 







0 Comentários:

Postar um comentário

Não serão permitidos comentários de baixo calão ou palavras levianas que possam incomodar e atrapalhar um trabalho sério como a Ufologia e a Astronomia.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...